quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Vikings: Floki e Helga são inspiração para cerimônia de casamento?

Posted by   on

No ar desde 2013 no canal History Channel, com três temporadas disponibilizadas na Netflix, a série Vikings é uma produção irlando-canadense, e possui belas cenas que buscam retratar com fidelidade o modo de vida dos povos nórdicos. Em meio a discussões sobre a veracidade histórica de alguns fatos e personagens, o seriado tem uma bela caracterização dos costumes, religião, armas, embarcações e objetos utilizados no início da era Viking, ou seja, por volta do ano 793. Uma das cenas que mais emocionou o público, é o casamento dos personagens Floki (Gustaf Skarsgård) e Helga (Maude Hirsti) na segunda temporada, e que pode servir de inspiração para casais que estejam procurando uma cerimônia diferente.

A realização de cerimônias para o enlace matrimonial já era uma tradição entre os  nórdicos pré-cristãos, com muitas de suas características originais passando por adaptações no decorrer dos anos: o véu e  a grinalda usados pelas noivas (que geralmente adornavam os cabelos com arranjos de flores), troca de alianças (os anéis já tinham a simbologia de um compromisso entre o casal) e até a lua de mel (cujo termo vem do nome da bebida "hidromel", consumida durante as festas). Saiba mais sobre o "Kostr" (casamento viking), neste link.  


Muitos casais que não seguem uma religião específica mas pretendem passar por um ritual para marcar a mudança de estado civil, optam pela realização de cerimônias alternativas. Existem várias opções agnósticas, que dependendo da forma como são conduzidas, podem evocar a Deus para pedir bênçãos ou não (apenas citando os quatro elementos, por exemplo). Entusiastas da cultura viking geralmente escolhem a cerimônia Celta, porém, pelo fato de se tratar de povos pagãos, pode ser que a escolha pelo tema não agrade muito parentes, amigos ou um cônjuge que sejam católicos ou evangélicos. As diferenças do casamento Celta para o Católico foram mostradas de forma bem explícita no trecho do episódio 07 da segunda temporada, no video acima, mas não chega a ser algo perturbador para os convidados.    

Entre as principais diferenças, estão o fato de que o ritual geralmente é feito ao ar livre. O convidados devem ficar em círculo em torno do altar. Os noivos devem estar descalços, e há vários momentos, como homenagens dos padrinhos, aos pais, e a presença de objetos que simbolizem os quatro elementos. Antes da troca de alianças, é feito um laço em torno das mãos dos noivos, e a ritualística geralmente é feita por uma mulher (existem várias cerimonialistas adeptas da religião Celta ou Wicca, basta procurar no Google). Alguns elementos podem ser incorporados à cerimônia de acordo com a vontade dos noivos, como a entrega das espadas mostrada na série (que, segundo alguns relatos, era feita quando a mulher casava grávida, para que o noivo protegesse a criança). Na série Vikings, Floki, construtor de barcos, fêz uma bela embarcação adornada com flores para conduzir sua amada ao altar. Saiba mais sobre a condução do ritual aqui.

  
Atualmente, é comum noivos fãs de Game of Thrones, Senhor dos Anéis ou Vikings buscarem inspirações para detalhes da recepção na estética característica da época. O estilo, se trabalhado de acordo com a cultura medieval em elementos atuais pode ficar bem elegante, e dependendo da escolha de materiais aliada a algumas soluções criativas, podem até trazer mais economia nos gastos. No Pinterest é possível ver centenas de ideias belíssimas, de detalhes como bolo, mesa, comidas, taças, arranjos e roupas para todos os gostos e orçamentos. 


Nenhum comentário:
Escreva comentários

O que você tem a dizer sobre isso??

Estamos no Twitter, é só seguir - http://twitter.com
Receba nossa Newsletter