sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Flat Kingdom (PC) e os desafios dos gamedevs do México

Posted by   on


Um game de plataforma e puzzles, com gráficos estilo papercraft e elementos de metroidvania: Flat Kingdom está disponível na Steam, e é um projeto que iniciou em 2013 como um sonho de uma equipe indie mexicana que, como tantas outras pelo mundo, sonhava em viver de suas criações. O que eles não imaginavam era a quantidade de obstáculos que surgiriam não só no desenvolvimento como também no financiamento, divulgação e distribuição do jogo. 


Depois de uma mudança de nome por conflitos com a DC Comics, duas campanhas de crowdfunding falidas e muitas lições aprendidas, no início de 2015 a Fat Panda, desenvolvedora do jogo, encontrou o apoio da incubadora e publisher latinoamericana Games Starter, possibilitando assim a criação de Flat Kingdom como um produto comercial, com versões para PC e Mac.

A historia e modelo de trabalho da Games Starter.


No mês de maio de 2014 nascia no México a primeira incubadora e publisher enfocada em trabalhar únicamente com jogos independentes na América Latina, Games Starter. Nas palavras do CEO Ricardo Rocha, “A empresa propôs algo que não havia sido feito até o momento no setor de videogames independentes, um modelo híbrido em que a incubadora/publisher se associa comercialmente a cada estúdio, financiando o desenvolvimento de seu jogo e sendo o distribuidor e tendo usufruto da propriedade intelectual (cujos direitos ainda permanecem sob a posse do estúdio). A Games Starter funciona como uma publisher tradicional oferecendo todo o apoio de comunicação e marketing, tal como faria qualquer publisher tradicional”. 
 

O primeiro projeto e sua evolução. Flat Kingdom.

A primeira etapa de atividade do Games Starter se enfocou em trabalhar com jogos desenvolvidos no México devido a proximidade local e para testar o modelo de trabalho. A incubação começou com o apoio para que as equipes mudassem de cidade e trabalhassem nos escritórios da incubadora em Monterrey, assim como a organização de visitas de mentores no processos de testes. Nas etapas finais foi necessário um apoio externo na área da Música, Sound Design e na localização. Então entraram profissionais brasileiros indicados pelo Diretor de Publishing Jesús Fabre: Luiz Reolon, de Yoho Musik Arsenal e Vinicius Kleinsorgen de Novastrike Soundscape.

Audio: Manami Matsumae e Yoho Musik Arsenal.

Flat Kingdom contou com a colaboração da compositora japonesa Manami Matsumae, uma lenda viva da composição musical para videogames, com títulos tão míticos como Mega Man, U.N. Squadron, Final Fight ou o mais recente Shovel Knight. Manami enviou as faixas musicais e iniciou-se uma busca por alguém capaz de fazer a direção de áudio a altura: Foi convidado o portoalegrense Luiz Reolon, que teria o desafio de construir os efeitos de som e ambientação com uma qualidade inquestionável. Luiz tem oito anos de experiência como diretor de áudio e sound designer em diversas áreas como cinema, publicidade e videogames, e se encarregou de dar uma direção de áudio real, adicionar ambientações dinâmicas a todas as fases do jogo e à montagem da gravação das vozes escolhidas para o jogo.“O jogo é um puzzle de ação com um visual muito divertido e com o protagonista similar ao Kirby. Então criei uma trilha sonora que simbolizasse a fofura dos personagens e que possui bastante movimento. Espero que todo mundo aprecie esse jogo”, disse a compositora Manami Matsumae.“Nosso principal objetivo era caracterizar bem os sons de cada elemento do jogo (personagems, chefes, etc) uniformizando a qualidade da música com os efeitos sonoros mais adequados”, explica o sound designer Luiz Reolon.
 

Localização para o português: Novastrike Soundscape.

 
Vinicius Kleinsorgen é um dos co-fundadores do grupo Novastrike Media, dedicado a criação de gráficos, música para videogames e outras mídias de entretenimento, além de desenvolver seus próprios jogos em seu tempo livre. Vinicius é responsável pela composição musical, direção de áudio e localização para português de Flat Kingdom, e anteriormente, havia localizado Sunset, jogo da desenvolvedora belga Tale of Tales.“Foi muito divertido traduzir Flat Kingdom devido aos seus diálogos informais e algumas de suas referências da cultura pop, as quais tive que adaptar levemente ao contexto brasileiro para que o público pudesse se identificar mais. Espero que os jogadores que o joguem em português se divirtam tanto com o jogo como eu o fiz traduzindo-o!." Vinicius Kleinsorgen (responsável pela localização para o português). 
 

Fonte: Press Release

Nenhum comentário:
Escreva comentários

O que você tem a dizer sobre isso??

Estamos no Twitter, é só seguir - http://twitter.com
Receba nossa Newsletter