sábado, 18 de julho de 2015

Assisti - Homem Formiga 3D (dub) [com spoilers]

Posted by   on

O mais novo filme da Marvel já lidera as bilheterias nos EUA e entrou em cartaz nesta semana no Brasil. Homem Formiga não está entre os personagens mais conhecidos dos fãs das produções baseadas nos famosos quadrinhos (o que é uma injustiça, afinal, ele é das mais antigas criações, um dos fundadores dos Vingadores), e talvez mesmo os leitores que acompanham sua trajetória não tinham muitas expectativas sobre a produção. Assistimos, e aprovamos. 

Nossa sessão foi no Moviecom do Shopping Pátio Belém, que lotou. O público era composto na maioria por famílias com crianças, talvez pelo horário (16h). O público se comportou muito bem, riu e torceu bastante durante a trama. Como ponto negativo do local, a tela, muito pequena, assim como a sala, o que acaba passando uma sensação de "aperto". Sem muitas propagandas e trailers (também não vi rolar o aviso de segurança antes do filme), inicia-se a aventura.

A Marvel já consolidou um padrão para suas produções, cujo somatório de "clichês" não soa como algo manjado, ao contrário, acaba gerando elementos surpresa bem humorados, piadas agradáveis: são as aparições de Stan Lee como algum NPC fazendo piada em momento inesperado; herói com vida cotidiana normal, problemas bem humanos e passagens vexatórias; personagem engraçadinho que sempre gera as melhores piadas (neste caso, Luis, o melhor amigo do Homem Formiga); trilha sonora com música antiga e inusitada que "acompanha" o filme durante cenas marcantes, como um meme (uma alegre música mexicana toca desde os créditos iniciais e também é a buzina de um carro), e crossover com outros personagens e elementos de fora do mundo dos heróis Marvel. Este último é um dos maiores pontos fortes do filme, que sem mostrar personagens já conhecidos do público do cinema (como Capitão América, etc), apela para menções na trama (que são muitas, algumas em meio a piadas), apresentações de novos personagens (gerando expectativas para as "estreias oficiais" em filmes futuros), e até mesmo mostrando locais já conhecidos dos fãs (como uma base dos Vingadores). 

Scott Lang (vivido por Paul Rudd) tecnicamente é um crápula. Mas na narrativa se torna um homem adorável em busca de uma chance, que encontra através do mentor e primeiro Homem Formiga, Henry Pym (Michael Douglas). Com a ajuda da filha dele, Hope (Evangeline Lily), e de seus amigos ex detentos, terá o apoio para reconquistar a confiança da ex mulher Maggie (Judy Greer), e seu novo marido policial, Paxton (Bobby Cannavale), o que facilita sua aproximação com a filha pequena. O vilão, é um executivo antiético (Darren, vivido por Corey Stoll), que mesmo com a boa interpretação não chama tanto a atenção quanto a Jaqueta Amarela, que deverá ser resgatada por Scott, em uma elaborada operação.


A roupa do Homem Formiga é comparada por ele mesmo a uma vestimenta de motoqueiro, mas acreditamos ter um visual semelhante a de um Kamen Rider aperfeiçoado (talvez por ambos serem baseados em insetos e possuírem um "centro de energia" no cinto). As cenas em que ele "encolhe" passam uma sensação de opressão ante o mundo gigante, como se o expectador tivesse "encolhido" junto. Em parte pelo 3D eficiente, parte pela edição e direção. A Jaqueta Amarela parece ser superior em potencial de combate, e lembra mais um robô ou monstro de super sentai com ares de um "transformer". Com certeza, serão convertidas em belas action figures...

Homem Formiga é um filme com clima despretensioso. Em alguns momentos tem ares de sátira, um excelente aperitivo para o esperado Deadpool. Diverte sem mostrar grandes cenas de lutas e batalhas, mas prende com estratégias de espionagem e invasão como de um "Onze Homens e Um Segredo". Mantém o pique da ação, não consideramos maçante em momento algum. Mesmo as cenas de treino ou interação básica entre os personagens acabaram funcionando como uma tensão repleta de expectativa pelo que viria a seguir. Até a vida pessoal do herói prendeu, pela dúvida se ele voltaria para a ex esposa para ficar perto da filha, ou se engataria um romance com a filha de seu mentor (que teve papel decisivo na trama, e promete mais ainda em todo o Universo Marvel cinematográfico na cena pós créditos). A expectativa gerada em todas as cenas-spoiler foi tanta, que perdurará até as próximas aventuras da Marvel, onde será possível acompanhar o possível desfecho de todos os personagens apresentados e a resposta da promessa feita no diálogo final.  

Nenhum comentário:
Escreva comentários

O que você tem a dizer sobre isso??

Estamos no Twitter, é só seguir - http://twitter.com
Receba nossa Newsletter