sábado, 27 de junho de 2015

Fui lá - Miss Pará Plus Size 2015 ... eu concorri!!

Posted by   on

Celebrando a democratização das formas físicas no mercado da moda, foi realizado no Hotel Gold Mar em Belém - PA uma das etapas regionais do Miss Brasil Plus Size, com o objetivo de escolher uma Miss Sênior e três candidatas, sendo que a primeira colocada, além de diversos prêmios, também tem assegurada a participação no concurso nacional, com direito a passagens ida e volta para São Paulo - SP, local do evento.

Desfiles de Miss sempre cativaram minha atenção. Talvez pela simbologia envolvida. Afinal, ter atributos necessários para representar uma categoria e conseguir demonstrá-los diante de jurados e público, pode parecer tarefa simples, mas é muito difícil, e exige preparação. Tentada a conhecer "o outro lado" da seleção, fiz a inscrição e concorri. A experiência foi bem interessante, com um resultado bastante inesperado.


Nos dois dias que antecederam o evento, eu a as outras 10 candidatas participamos de diversas atividades de socialização. Pudemos nos conhecer melhor, o que já vinhamos exercitando através de um grupo de Whatsapp. Durante a primeira reunião presencial, tivemos palestras sobre a metodologia do concurso e marketing pessoal com o consultor Arilson Machado. Fizemos algumas atividades para interação coletiva, onde tive a primeira surpresa: conheci as histórias de vida de minhas então companheiras, e talvez ali ouvindo os relatos, realmente tenha vindo a tona o significado de ser uma "Miss Plus Size", e todas as situações que o sobrepeso pode causar a uma pessoa, tanto boas, quanto ruins; a luta para dominar a balança, as vezes dificultada pelas circunstâncias, e a importância da auto estima para reafirmação do "eu posso". Enfim, foi muito instrutivo. 

As atividades seguintes foram de treino de passarela e a coreografia para o desfile. Aprendi a diferença entre um desfile para concurso e para apresentações de moda, e soube que os desfiles plus size tem as mesmas técnicas utilizadas pelas musas fitness: devido ao fato de se tratar de pessoas com as pernas grossas, a "tradicional" cruzada de pernas durante o andar fica comprometida, o que permite uma passada mais livre.   


Durante todo o dia do desfile, a preocupação foi em torno de cabelo, maquiagem (ambos feitos pela equipe do Studio da Praça), hidratação (com a equipe da Racco) e roupas. Tentávamos descontrair brincando, mas o stress da expectativa foi bem grande. Tanto que, quando o evento iniciou, nem percebi, e já estamos sendo chamadas para a participação (não assistimos as atrações do lado de fora, pois estávamos todas no camarim). Foram entradas coletivas, individual de calça jeans e camisa do evento, de maiô padronizado, e vestido social preto, até a altura do joelho. Não soube antes quem eram os jurados (claro), mas reconheci entre eles algumas celebridades presentes no evento: Maurício Quintairos (coreógrafo do Miss Pará), Carlessa Rocha (Miss Pará 2013), Adilson de Carvalho e Vivian Oliveira (participantes do programa Além do Peso da Rede Record), entre outros. Após as apresentações, houve um show com o cantor Mc Dourado, para então ser anunciado o resultado. 

Em primeiro lugar, a candidata da cidade de Parauapebas, Priscila Goehl. Em segundo, Gabriela Paixão, de Belém e em terceiro Emanuela Franco. Também foi coroada Mara Carlo, como Miss Sênior (na foto, as quatro, na ordem, com a organizadora Dani Veras). Após o resultado, o show musical continuou. 

O tal resultado inesperado foi perceber que participar de um concurso sempre é uma oportunidade de desenvolvimento pessoal, e de autodomínio. Conseguir gerenciar as emoções e situações envolvidas é desafiador, e isso acaba se convertendo na beleza exigida. O mais difícil de um concurso plus size é a falta de um referencial consistente, visto que as medidas são de 44 até 56; também há uma flexibilização na exigência da idade (acima de 18 anos até 36), o que por outro lado abre as possibilidades para a inscrição de diferentes tipos femininos. Pessoalmente, acredito que o melhor da experiência foram as amizades que fiz, tudo que aprendi, o apoio que recebi, a materialização do carinho da cidade onde moro, das pessoas envolvidas. E isso vale muito mais do que um prêmio. Parabéns e toda a minha estima às participantes, vencedoras ou não, vocês sempre terão todo o meu respeito... 


(por: Gisele Henriques / fotos: Priscila Salles)

Um comentário:
Escreva comentários
  1. Ficou o ótimo o post, Gisele.
    Ganhando ou não, o que importa foi a experiência e a amizade com vcs. Beijinhos.

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso??

Estamos no Twitter, é só seguir - http://twitter.com
Receba nossa Newsletter