terça-feira, 12 de agosto de 2014

O Orkut está morrendo, você já salvou seus dados??

Posted by   on

Em comunicado no início de julho, o Google anunciou que o Orkut, rede social existente há 10 anos e sucesso no Brasil nos primeiros anos de existência, será desativado. O motivo apontado foi a estagnação no crescimento do mesmo, em relação aos outros serviços da empresa.  A data de encerramento das atividades será 30 de setembro, e os usuários podem salvar seus dados através do Google Takeout, que ficará disponível até setembro de 2016. Os arquivos das comunidades ficarão disponíveis ao público. 
Após a divulgação da notícia, resolvi vasculhar meu antigo (e não tão abandonado) perfil, em busca de coisas que eu não gostaria de perder em caso de desativação total. O que eu percebi foi um serviço realmente ruim, páginas que travam ou demoram a carregar. Os sistemas de mensagens são bem obsoletos em relação ao Facebook, rede com maior número de usuários atualmente (Deus, como podíamos escrever mensagens públicas nos perfis daquele jeito, cadê a privacidade??). Um ponto positivo eram as comunidades, onde vi algumas que até hoje funcionam, e eram uma interessante forma de conversa coletiva sobre assuntos em comum.    
E qual foi a minha surpresa ao encontrar por lá tantos amigos que não adicionei por descuido em minha migração para o Facebook... Foi um processo interessante, e até um tanto revelador, sobre eu mesma e meus amigos, como descrevo a seguir...
O interessante do Orkut é que houve uma espécie de "quebra temporal": quando o uso do Facebook foi se popularizando, muitos usuários foram deixando de lado seus perfis, no que é quase possível recriar um período. Informações, fatos esquecidos e dados ainda estão todos lá, e ao navegar por algumas histórias, pude lembrar, através dos amigos, de uma parte de mim que estava quase ficando para trás. Da alegria e empolgação inicial, passei pelo "choque" de confrontar algumas informações pessoais, e por fim uma espécie de tristeza, talvez melancolia.
Acho que esse meu sentimento se deu devido a um processo que iniciamos quando crianças e muitas vezes não nos damos conta, senão vejamos: de quantos amigos da sua infância você se lembra? E da adolecência? E da faculdade? Quase impossível no relacionarmos com todos a vida toda, por mais que os estimamos. Antes da internet, afirmavamos ser a dificuldade de comunicação o motivo do distanciamento. Porém, as redes sociais funcionam como um banco de dados: uma vez adicionado, o "contato" lá permanece, e se nos distanciamos, por algum motivo, é só nos conectarmos de novo, e tudo volta a "normalidade": tempo e distância é algo inexistente nesses casos, basta alguns segundos para nos atualizarmos sobre a vida de cada um, nessa tão intrigante enciclopédia de pessoas que se tornaram as redes sociais.
Conselho: visite seu Orkut, antes que ele acabe. Mas, só se tiver coragem. ;)
Imagem: do Face do 5 Alguma Coisa

Um comentário:
Escreva comentários
  1. O Orkut foi uma fase muito legal...faz tempo que não mexo no meu, nem me interesso pelas coisas que deixei lá. Hoje nem o Facebook me seduz.

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso??

Estamos no Twitter, é só seguir - http://twitter.com
Receba nossa Newsletter