quinta-feira, 21 de julho de 2011

Assisti: Filme Cilada.com

Posted by   on

Bruno Mazzeo, em um personagem homônimo, vivencia um drama comum a várias pessoas, nesses tempos de e-vingança (ou vingança usando internet): Sua namorada, em um momento de rancor, posta no You Tube um video de uma performance sexual mal sucedida do casal. O assunto toma proporçoes assustadoras, e entre muito deboche da situação (por parte de amigos e até da "imprensa", com a participação do casal em um programa de TV) e tentativas de "redenção" do personagem Bruno (que tenta a todo custo gravar um novo video de sexting de forma não consensual, com a ajuda de um amigo e de qualquer aventureira que aceite ficar com ele) mas que na verdade, me pareceu uma tentativa frustrada de esquecer a namorada.
O sexting, que nas propagandas e traillers do filme parece ser o apelo principal, na minha opinião, não passou de mero pano de fundo para uma história de amor, com roteiro digno dessas comédias romanticas americanas que são exibidas na Sessão da Tarde. Atores com tipos físicos variados em atuações muito divertidas roubam a cena em personagens coadjuvantes. Piadas pesadas com palavrões, cenas de sexo exageradas (mas que também conseguem ser leves, na maioria engraçadas) e um roteiro bem feitinho salvam o filme, que não explora muito o lado dramático da ruína psicológica por que passa uma vítima de sexting. Na história, apenas Bruno parece sofrer as consequências, os deboches, as reprovações. À namorada, nem a pecha de vilã, nem de vítima. E ambos parecem se reconstruir ao final, devido ao amor que sentem um pelo outro.

Aliás, o final foi a parte mais fraca do filme: teria ficado mais charmoso se convidassem vítimas de sexting ou pessoas que caíram na net para dar depoimentos durante os créditos, funcionaria melhor. Aliás, estas, foram meio que desprezadas, como em uma das falas do personagem Bruno, que as define como otários.

Opinião final: como comédia romântica, o filme passa. Mas como referência sobre sexting, deixou a desejar, se perdeu na forma de mostrar as consequências para as vítimas, familiares, amigos. O assunto é desprezado e repleto de preconceito, o filme seria uma boa chance de "redenção" para as vítimas de sexting mundo a fora. Mas, entre pontos positivos e negativos, quem realmente fêz bonito foi o cinema nacional!

Nenhum comentário:
Escreva comentários

O que você tem a dizer sobre isso??

Estamos no Twitter, é só seguir - http://twitter.com
Receba nossa Newsletter