sexta-feira, 10 de junho de 2011

Eu odeio o Dia dos Namorados, e isso não é a sinopse de um filme

Posted by   on



Com a proximidade do Dia dos Namorados, sites e programas de TV nos bombardeiam com reportagens sobre paquera, conquista, presentes e agrados a tal pessoa amada. O mundo parece se revestir de cor de rosa e vermelho; flores, chocolates, pelúcias e lingerie viram assunto de suma importância para o país, mas... e se remarmos na contramão da tendência?

Afinal, além dos emos, dos misóginos, e de todos aqueles que se dizem sofredores de carteirinha, há um grupo de pessoas que realmente sente ojeriza dos arroubos passionais típicos da data, mesmo que estejam vivenciando um relacionamento: são aqueles que já sofreram demais, já se iludiram do amor romântico, e se dizem resolvidos, porém possuem um grande medo de amar dentro de si. Alguns admitem, outros preferem não examinar a fundo os sentimentos, mas o que está ali, dentro do coração, é uma espécie de desilusão com o mundo afetivo, aquele dos amores de novela: pessoas que idealizaram demais, e se frustraram ao confrontar com a realidade...

Para estes, o deboche, a reprovação, a piada e o desdém funciona como uma defesa, ante o bombardeio romântico de 12/06, que chega a ter um gosto de um 11/09! Nas palavras de uma dessas desiludidas: "na véspera, eu já sinto um amargo, um desconsolo, uma solidão horrorosa: uma sensação de que falhei". Nem parece um depoimento de alguém que possui dois empregos, carro, casa própria e diplomas universitários. Mas, porque esse sentimento de falha, pergunto, no que me responde: "por eu não ter conseguido preencher as expectativas das pessoas que me relacionei". Mas, será que não eram ELAS que não estavam à altura da amiga-anônima?

Uma frase no Twitter que foi bastante retuitada nesta semana: Dia dos Namorados solteiro? Alegria, antes só do que mal acompanhado... Uma bandeira de auto estima, em uma época que parece, dedicada aos casais.
Aos que desacreditaram do amor, mas ainda querem sorrir com o tema, recomendo o filme Idas e Vindas do Amor, muito bom.

Aos solteirões que pretendem usar as últimas horas antes do Dia dos Namorados para encontrar alguém, fica a dica do expert em Marketing Guarany Junior, Diretor das ORM: "Glamour, conhecimento, marketing-imã, excitação, pegada verdadeira e carinho". Quem sabe, com essas ferramentas de marketing afetivo, ou lover marketing, como apelidei por aqui, você solteirão(ona) ainda se dá bem antes do dia 12??

PS: Aos solteirões, estou analisando curriculum com foto... XDDDDD

Foto: Google Imagens

Um comentário:
Escreva comentários
  1. Nem esquento a cabeça com o dia dos namorados... Não faz sentido UM dia no ano para me preocupar em ser o que já sou todos os dias! Rs!

    ResponderExcluir

O que você tem a dizer sobre isso??

Estamos no Twitter, é só seguir - http://twitter.com
Receba nossa Newsletter